2017 vs 2018

66c7b92de28472cdc48d8b45742bb7c0O ano de 2017 foi um ano repleto de aprendizagem, de esforço e adaptação.

No início do ano o pequeno chegou à minha vida e com ele todo um turbilhão de emoções. Precisei de me readaptar como mulher nos meus diferentes núcleos sociais.

Ao longo destes meses compreendi que a nossa força e coragem se adapta radicalmente consoante o quanto queremos algo. Aquilo que nos move é o principal motor para ultrapassarmos aquilo que antes havíamos definido como limites.

É no momento em que enfrentamos os nossos limites, os nossos medos e frustrações que ganhamos a coragem para crescermos e sermos mais fortes. Quanto mais tempo gastamos a questionar os porquês dos acontecimentos, não investindo no que se segue, mais tempo ficaremos presos no passado, perdendo todo um conjunto de vivências bem maiores do que o comodismo em que estamos.

Por isso neste ano propõe-te, desafia-te a algo mais. Cria pequenos objectivos a conquistar, estabelecendo metas e tempos para os alcançares e ao longo do processo se não te identificares com o caminho readapta-te, porque certamente já mudaste ao ponto de necessitares de criar novos objetivos.

Conhecermo-nos verdadeiramente provavelmente é dos processos mais trabalhosos que existem, mas dos mais recompendadores também. Tu só poderás usufruir de algo plenamente se investires o tempo necessário para descobrires todas as suas funcionalidades. Até lá simplesmente usarás o que tens pelo mínimo.

Não te reduzas a ser pouco, quando em ti tens potencialidade para ser tanto.

Um bom ano, boas vivências.

Take care!
MP
Anúncios

Em que momento…

x7l32_32Em que momento da vida…

… começámos a pensar em nós e a pisar em terceiros?

… começámos a preferir odiar do que amar?

… começámos achar que o nosso sofrimento é maior do que qualquer outro?

… começámos a sentir que temos o direito eterno da razão?

…. começámos a julgar os outros com a plena consciência que sabemos tudo?

Em que momento da vida começaremos…

… abraçar em vez de repelir?

… a ouvir em vez de criticar?

… a caminhar junto em vez de pisar?

Se habitualmente semeamos ventos de intriga, discordia, rancor e amargura, não podemos de todo esperar que a vida retorne coisas boas e positivas.

Lembra-te de dar aquilo que desejas receber e tenho a certeza que este mundo será bem melhor.

Take care!
MP

Nove


Hoje de alguma forma o dia é especial pra mim. Um ciclo de 9 já passou. Andei 9 a sonhar como serias, em que se tornariam as minhas noites e dias e nada se compara com o que és.

És tanto mais. Levas me à loucura, à exaustão. Mas levas me ao extremo do amor.

Provas me que todo o resto que me rodeia é fútil perante o que me dás.

Por isso meu amor, obrigada por enriqueceres as nossas vidas nestes últimos 9 e contemos muitos mais.

Take care.

MP

Carta amiga


Quero que sejas feliz. De coração que quero.

Quero que largues o que te amarra à tristeza e à insegurança.

Quero que acredites que és linda e mereces o melhor da vida. E o melhor não é riqueza física, acredita.

Quero que olhes pra ti e confies que és corajosa e forte, capaz de mover montanhas com teu amor.

Quero que te sintas uma mulher plena, capaz de conquistar o mundo e que deixes de achar que alguém virá pra roubar teu mundo.

Quero que vejas que a vida é plena harmonia e molda nos na perfeição para aproveitarmos plenamente o bom e resolvermos sabiamente o menos bom.

Portanto doce amiga… vai e vive sem medos e quando:

– te tentarem puxar pra baixo com palavras, sorri;

– te tentarem fazer sentir coitada, mostra as riquezas que tens;

– te tentarem convencer que não podes ser feliz, prova lhes o quanto estão enganados.

Com todo o meu amor,

Take care

MP

Podres e fracos


Dói me saber que existem seres que são movidos e alimentados dum egoísmo extremo, desprovidos de qualquer altruísmo.

Dói me saber que se mentalizaram que poderão brincar com os outros para todo o sempre e saírem sempre impunes.

Dói me saber que as pessoas se acham grandiosas pelas suas posições nos grupos, e esquecem se que são os actos e o coração que dão real poder ao ser humano.

Inveja, egoísmo, egocentrismo, ausência de caráter levarão à destruição da raça humana. 

Por isso vê bem como educas os teus.

Take care

MP

Go Baby go.

A semana passada foi a primeira semana que estive separada do meu amor. Sei que se calhar muitos protelam este momento pelo máximo de tempo possível e atenção que não critico quem o faça. Mas neste momento vou limitar me a explicar a importância da desvinculação, demonstrando a minha postura em relação a ela.

É necessário lembrarmo nos que nenhuma vida nos pertence, e nem mesmo sobre a nossa temos total controlo. Querer proteger o nosso filho de tudo e todos é um instinto natural, inclusivamente dos animais, mas até esses incentivam suas crias a crescerem e a serem autónomas.

Nosso papel enquanto educadores é sermos prometores de valores e não castradores.

Devemos educar nossos filhos a serem altruístas, meigos, respeitadores. Logicamente que por muito bem que os tentemos preparar nunca estarão munidos para tudo; mas se eles compreenderem que os respeitamos, voltarão sempre a nós em busca de auxílio sempre que necessitarem.

Quero que o meu filho cresça rodeado da natureza no seu todo e quero procurar ser sempre o melhor de mim pra ele, porque o mais importante é fazermos esta caminhada juntos, crescendo mutuamente.

Por isso meu doce filho voa, voa sem medo que prometo sempre que precisares ser a tua enfermeira de serviço, porque é pra isso que cá estou. Para ser amiga, companheira, enfermeira e tanto mais.

Bem haja meu coração por fazeres de mim tanto.

Take care!

MP